Nosso BLOG

Saiba como prevenir acidentes e quedas na terceira idade.

Acidentes e quedas na terceira idade, infelizmente, ainda é comum no dia a dia de quem já atingiu essa idade. Desde quedas mais leves até acidentes mais graves, são relatados pelos próprios idosos, pelos familiares, por cuidadores e até pelos profissionais da saúde.

E, por mais que as quedas possam ser consideradas mais leves, elas também causam dor, deixam o corpo dolorido e, muitas vezes, deixam marcas devido ao tombo.

Por isso, nesse artigo vamos citar algumas dicas sobre o que fazer para prevenir acidentes e quedas na terceira idade. Afinal, nossos clientes merecem ter qualidade de vida física e emocional ao chegar a melhor idade. Esse é um desejo de todos nós e o grupo VEP, compactua com esse desejo.

O que fazer em caso de queda do idoso?

Primeiramente, é importante entender que a queda na terceira idade pode acontecer por diversos motivos e as pessoas que cercam o idoso têm que estar atentas aos detalhes, tanto para evitar, como também para saber o que fazer, caso a queda aconteça.

Logo ao perceber que o idoso levou um tombo, é importante verificar alguns sinais para poder ajudar. Primeiramente, faça perguntas para saber se ele consegue se movimentar e perceber também se ele está confuso, ou não, caso tenha batido a cabeça.

Caso perceba que não houve fratura, é importante ajudar o idoso a se levantar e prestar os demais auxílios.

Caso tenha alguma fratura, é necessário entrar em contato com o SAMU para pedir ajuda profissional especializada. Por telefone mesmo, eles podem orientar sobre o que fazer e quais procedimentos seguir.

O que pode causar a queda na terceira idade?

Fraqueza, perda de sensibilidade, diminuição da visão e da audição ou mesmo o efeito colateral de alguma medicação são apenas alguns dos motivos pelos quais pode acontecer a queda na terceira idade.

Por isso, evitar algumas situações, pode, consequentemente, ajudar na prevenção de acidentes e quedas de pessoas da terceira idade.

Esteja sempre atento, seja para ajudar ou mesmo fazer modificações no ambiente, a fim de precaver as quedas.

A seguir, vamos listar algumas situações que devem ser percebidas no dia a dia e receber a devida atenção, pois pode haver a necessidade de mudança. Pequenas mudanças podem fazer toda a diferença na questão da segurança do idoso.

Evite usar tapetes ou objetos similares

Pode até passar despercebido por grande parte das pessoas, mas os tapetes que servem para tornar o ambiente mais arrumado, mais elegante, pode se tornar uma verdadeira armadilha para os idosos. Isso porque a mobilidade dessas pessoas já encontra-se reduzida por causa da idade.

Por isso, qualquer objeto com um pouco mais de elevação ou que esteja enrolado no chão já é o suficiente para causar pequenos acidentes, pois ali o idoso pode tropeçar e cair.

Então, se estiver em casa e quiser usar esse tipo de objeto, opte por usar tapetes antiderrapantes, pois eles reduzem a probabilidade de quedas na terceira idade. Nos demais ambientes, como bancos, casas lotéricas, casas de repouso geralmente os tapetes antiderrapantes também são utilizados, pensando exatamente nas pessoas com mobilidade reduzida.

Pisos regulares

Outro fator que deve ser levado em consideração é a regularidade dos pisos em todos os ambientes da casa, assim como da calçada. Um piso quebrado, por exemplo, pode causar uma queda na pessoa de terceira idade.

Os degraus da casa, sejam das portas de entrada e saída dos ambientes ou mesmo das escadas, precisam ser mantidos com os devidos reparos de manutenção. Se possível, colocar faixas indicando o final de cada degrau porque isso com certeza facilita a vida do idoso.

Móveis bem posicionados e não pontiagudos

Além da regularidade dos pisos da casa, os móveis também precisam de atenção. Isso porque o idoso pode esbarrar em um dos móveis da casa e cair. E tudo o que não desejamos é isso, não é mesmo?

Uma dica é espalhar os móveis pela casa e não concentrar tudo em um ambiente porque isso proporciona maior facilidade para locomoção dos idosos. Sobre os móveis pontiagudos também é bom ter atenção.

Assim como o bebê pode bater e se machucar, com o idoso acontece a mesma coisa. Com o passar dos anos, nossa pele tende a ficar cada vez mais fina e sensível, portanto um objeto com uma ponta mais fina causa feridas na pele.

Barras de apoio nos ambientes

A instalação de barras de apoio em alguns lugares estratégicos da casa faz a diferença na segurança da pessoa da terceira idade. Lugares mais escorregadios, como o box do banheiro, por exemplo, precisa dessa instalação.

Outros lugares que precisam das barras de apoios são próximo ao vaso sanitário e nos corredores mais longos da casa. Ali também é aconselhado ter essas barras para ajudar na locomoção dos idosos. Ah, vale reforçar que as escadas também precisam que essas barras de apoio estejam em ótimas condições de uso.

Ambientes iluminados

Mais um ponto que merece muita atenção é a questão da iluminação. Os ambientes da casa não podem ser escuros ou possuir baixa iluminação porque isso dificulta a visibilidade do idoso. Consequentemente, isso colabora para a queda da pessoa da terceira idade.

Ambientes claros, em qualquer horário do dia e um local de fácil acesso para ligar e desligar as luzes faz total diferença.

Exercícios de fortalecimento muscular

Ao longo dos anos, temos a tendência de perder massa muscular e, consequentemente, isso nos deixa mais fraco. Essa perda de massa muscular entre idosos recebe o nome de sarcopenia.

Existem diversos estudos científicos na área que nos ajudam a entender ainda mais sobre o assunto. Destacamos aqui, o ”Sarcopenia em idosos: um estudo de revisão” , publicado na Revista Pesquisa em Fisioterapia .

Por isso a importância de fazer atividades físicas que fortaleçam a musculatura dos idosos, assim ajuda na prevenção de quedas da terceira idade. Importante salientar que os profissionais de educação física e fisioterapia precisam ser consultados e fazer o acompanhamento para realizar as atividades de maneira segura, sem prejuízo à saúde do idoso.

Consultas regulares ao oftalmologista

Fazer consultas regulares ao oftalmologista faz toda a diferença porque muitos idosos caem devido aos problemas de visão que sempre tiveram ou que foi causado devido à idade avançada.

O acompanhamento periódico ao oftalmologista deve fazer parte da rotina. Um degrau ou um objeto no chão não vistos podem causar a queda e o resultado dessa assistência médica faz toda a diferença.

Claro que muitos outros profissionais são igualmente importantes para a saúde e bem-estar do idoso.

Carros adaptados

Para levar e buscar os idosos nos médicos, independentemente da especialidade, é importante proporcional conforto e segurança. Para isso, opte por fazer o transporte em carros adaptados para pessoas com mobilidade reduzida.

Em são Paulo, existem empresas especializadas nesse segmento e transportam as pessoas da terceira idade sempre que solicitado.

Muitas casas de repouso para idosos, que têm responsabilidade com a saúde e com o bem-estar dos seus hóspedes fazem uso desse tipo de transporte, pois os profissionais sabem que a prevenção de quedas da terceira idade precisa ser observada de todos os ângulos.

O Grupo VEP é especializado no serviço de transporte acessível. Sempre que tiver a necessidade de usar um transporte adaptado, agende a sua corrida através do WhatsApp.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!